in

Estudante de 12 anos se formará no ensino médio e na faculdade na mesma semana

Um estudante de 12 anos, da Carolina do Norte, Mike Wimmer, está prestes a se formar no ensino médio e na faculdade neste mês e ainda na mesma semana, seis anos antes da idade usual de entrada na faculdade.

Ele se formará na faculdade Rowan-Cabarrus Community College, em 21 de maio e no ensino médio pela Concord Academy High School, em 28 de maio, onde é o melhor aluno.

De acordo com a CNN, Wimmer completou 4 anos de estudos em um ano: 2 anos de ensino médio e 2 anos de faculdade.

Mike Wimmer se dedicou aos estudos na pandemia

Durante a pandemia, “o menino gênio”, focou totalmente no estudo e aprofundou seus conhecimentos em robótica e tecnologia especializada.

“Passei por todas as séries da escola em um ritmo mais rápido. Sou como uma esponja, absorvo o conhecimento muito rápido”, disse o jovem ao WCNC.

Como se isso não bastasse, Mike Wimmer também é o fundador de duas startups de tecnologia e membro do Comando de Operações Especiais do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Um aluno brilhante

Há um ano, o jovem já estava matriculado em um programa de “dupla matrícula”, que permite que alunos do ensino médio façam algumas aulas de ensino superior.

Wimmer percebeu que no ritmo que estava indo, ele só precisava de mais algumas aulas para obter seu diploma técnico após a formatura do ensino médio.

Seu GPA médio, que é o sistema de avaliação americano mais comum em Rowan-Cabarrus é de 4 na máxima de 4.

Curiosamente, sua pontuação no ensino médio é um pouco mais baixa, 5,45 na máxima de 6.

Amor pela robótica e tecnologia

Quando tinha apenas 5 anos, Mike Wimmer começou a se especializar em robótica autodidata e programação de software.

Agora, com apenas 12 anos, ele fundou duas empresas de tecnologia emergentes: Next Era Innovations e Reflect Social.

O objetivo de Wimmer para as startups é simplificar a operação da tecnologia de casa inteligente, com o objetivo final de ajudar os outros.

Mike ainda espera um dia inventar algo que melhore a vida das pessoas, especialmente dos militares.

“Eu gosto de basquete, natação, construção de Lego, corrida de mentira, jogar Hot Wheels e participar de corridas de carros esportivos. Ainda sou uma criança e ainda faço coisas de 12 anos. Tenho orgulho de usar minhas habilidades para apoiar nossos militares “, disse o menino gênio.

Poucas semanas após sua formatura, Wimmer disse que está pensando em muitas opções para seus próximos passos, como várias ofertas de emprego dentro e fora dos Estados Unidos, continuar seus estudos ou uma bolsa de estudos que lhe permita expandir suas startups.

Escrito por Paulo Freitas

Jornalista sempre em busca da informação, movido pelo universo curioso e antenado em temas de saúde.