in

Óbvio News responde: É possível dormir com os olhos abertos?

Dormir com ohos abertos
Dormir com ohos abertos

Por mais que pareça impossível, saiba que é possível dormir com os olhos abertos. Embora possa parecer estranho, isso realmente acontece e, infelizmente, é um problema que pode ter várias causas, incluindo algum tipo de infecção, trauma ou paralisia facial, doenças de pele, entre outros problemas.

As pessoas que dormem com os olhos abertos podem acordar com a sensação de que os olhos estão secos e arenosos. Pode parecer um hábito bastante estranho, mas a verdade é que é bastante comum em todo mundo.

O termo médico para essa condição de dormir com olhos abertos é lagoftalmia noturna. Estima-se que 20% das pessoas em todo o mundo sejam afetadas por essa condição ocular.

O que é Lagoftalmia?

Lagoftalmia

Lagoftalmia é definida como a incapacidade de fechar completamente as pálpebras durate o sono. Essa condição é atribuída a uma anomalia no sistema de inervação das pálpebras, que especialmente à noite nunca consegue fechar completamente.

Uma das razões pelas quais isso ocorre é devido a problemas nos nervos ou músculos faciais que dificultam a manutenção dos olhos completamente fechados. Também pode ocorrer a partir de algo relacionado à pele ao redor das pálpebras.

As pessoas que dormem com os olhos abertos geralmente não experimentam complicações graves ou danos aos olhos. No entanto, se não for tratada por um longo período, o risco de lesões oculares graves aumenta e pode levar à perda da visão.

Quais são os sintomas da Lagoftalmia?

. Irritação ou sensação de queimação nos olhos;

. Péssima qualidade de sono;

. Sensibilidade dos olhos à luz;

. Sensação de que algo está dentro dos olhos;

. Vermelhidão frequente dos olhos;

. Visão embaçada.

O que causa a Lagoftalmia?

A paralisia ou enfraquecimento do músculo que fecha as pálpebras, conhecido como orbicular, pode fazer com que alguém durma com os olhos abertos.

As condições médicas que podem causar fraqueza muscular ou paralisia do nervo facial incluem:

. Cílios superiores ou inferiores muito grossos que impedem que a pálpebra se feche completamente;

. Doenças autoimunes, como a síndrome de Guillain-Barré;

. Doenças como botulismo, caxumba, difteria, hanseníase, lyme, poliomielite e varicela.

. Paralisia do sono;

. Predisposição genética.

. Síndrome de Moebius, uma condição neurológica rara que afeta os músculos que controlam o movimento facial e olho.

. Tumores.

Qual o tratamento para Lagoftalmia?

Existem várias opções de tratamento como; colírios ou pomadas oculares com lubrificantes. Dormir com um umidificador no quarto também pode manter o ar ao redor úmido e é menos provável que seus olhos sequem.

Óculos especiais que impedem a evaporação do filme lacrimal durante o sono até tratamentos mais drásticos e importantes, como a aplicação de rasgos artificiais para manter a córnea úmida.

A aplicação de fita cirúrgica nas pálpebras também serve ao mesmo objetivo. Outra opção é a cirurgia, embora seja recomendada apenas para casos muito graves.

Escrito por Paulo Freitas

Jornalista sempre em busca da informação, movido pelo universo curioso e antenado em temas de saúde.