in

10 inovações tecnológicas de 2020 que mudarão o mundo

Internet quântica
Internet quântica

Entre ataques cibernéticos, desastres climáticos e doenças emergentes, como o Coronavírus, o futuro nunca pareceu tão ameaçador. Felizmente, o progresso tecnológico está avançando rapidamente, o que acaba nos confortando pelo menos nesse quesito.

Pensando nisso, a cada ano, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) elabora sua lista de 10 inovações tecnológicas recentes que provavelmente mudarão o planeta e a sociedade em um futuro próximo.

Confira algumas inovações tecnológicas listadas esse ano:

1. AI em miniatura

Inteligência Artificial
Inteligência Artificial

O poder de computação necessário para treinar algoritmos de inteligência artificial dobra a cada 4 meses, de acordo com um estudo da OpenAI, que é uma instituição sem fins lucrativos de pesquisa em inteligência artificial.

Além disso, os super computadores dedicados a esses programas exigem um consumo gigantesco de energia. Os gigantes digitais estão agora trabalhando para miniaturizar a tecnologia para torná-la acessível ao público em geral.

O Google Assistant e o Siri integram, assim, sistemas de reconhecimento de voz em um chip de smartphone. A IA também integra câmeras digitais, capazes de retocar automaticamente uma foto, removendo um detalhe irritante ou melhorando o contraste, por exemplo.

“A AI é melhor para a privacidade, pois seus dados não precisam mais sair do dispositivo “, disse o MIT.

Previsão de lançamento: Esse ano.

2. Confidencialidade diferencial

Confidencialidade diferencial
Confidencialidade diferencial

Como coletar massivamente dados pessoais sem violar a privacidade? Esse é o desafio do escritório do censo americano, que terá de garantir 330 milhões de perfis para o censo de 2020, para que seja impossível identificar cada indivíduo.

Para fazer isso, o censo injeta “ruído” no banco de dados, a fim de complicar o possível anonimato. Esse método chamado “confidencialidade diferencial” já é usado pelo Facebook e pela Apple para agregar dados sem atingir a identidade exata das pessoas.

Esse sistema de embaralhamento é fundamental para muitos setores que usam dados confidenciais, como pesquisas médicas.

Previsão de lançamento: Esse ano.

3. Encontrar novas moléculas

Novas moléculas
Novas moléculas

Segundo o MIT, estima-se que existam 1.060 moléculas que possam fornecer drogas em potencial, mais do que todos os átomos do sistema solar, isso oferece possibilidades químicas praticamente ilimitadas.

Para explorar esse oceano de moléculas, os pesquisadores confiam na inteligência artificial (IA), que peneira as moléculas e as relaciona com alvos em potencial, como uma proteína ou um receptor celular.

Em julho de 2019, uma equipe australiana projetou uma vacina contra a gripe com um adjuvante projetado por um algoritmo.

Em fevereiro de 2020, a Insilico Medecine conseguiu desenvolver um medicamento para fibrose em apenas 46 dias, graças à sua IA, onde o desenvolvimento de um medicamento convencional leva até 10 anos.

Previsão de lançamento: Entre 3 a 5 anos.

4. Internet quântica segura

Internet quântica
Internet quântica

Pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, estão trabalhando em uma infraestrutura de Internet quântica, na qual as comunicações são codificadas na forma de qubits e emaranhadas em fótons que fluem em fibras ópticas, de modo a torná-los impossíveis de descriptografar sem perturbar a rede.

A tecnologia que permite diminuir os ataques cibernéticos e preservar a segurança dos internautas, deve estar operacional dentro de 5 a 6 anos por longas distâncias e uma rede global é possível até o final da década, segundo os pesquisadores.

Previsão de lançamento: 5 anos.

5. Medicamentos antienvelhecimento

Medicamentos antienvelhecimento
Medicamentos antienvelhecimento

Atualmente, vários tratamentos destinados a retardar ou reverter o envelhecimento estão em fase de testes.

Os tratamentos em questão, bloqueiam o envelhecimento das células ligadas à idade e reduzem a inflamação responsável pelo acúmulo de substâncias tóxicas ou patologias degenerativas, como Alzheimer, câncer e doenças cardiovasculares.

Em junho de 2019, a startup americana Unity Biotechnology, por exemplo, lançou um teste de drogas para artrite do joelho.

A biotecnologia Alkahest promete reduzir a perda cognitiva dos mais velhos, ao injetar componentes sanguíneos jovens e pesquisadores estão testando a rapamicina, um imunossupressor, como um tratamento antienvelhecimento.

Previsão de lançamento: Entre 3 a 5 anos.

6. Medicina hiper-personalizada

Medicina hiper-personalizada
Medicina hiper-personalizada

Em 2019, a pequena Mila Makovec, sofrendo de uma doença cerebral genética rara e fatal, recebeu um tratamento personalizado para restaurar a função do gene que falhou.

O desenvolvimento de tais medicamentos personalizados é possibilitado por rápidos avanços no sequenciamento e na edição genética.

No entanto, eles exigem grandes recursos, como no caso de Mila, que levou um ano para o desenvolvimento e a mobilização de equipes especializadas. A questão do custo, portanto, corre o risco de limitar a generalização desses medicamentos.

“A medicina genética projetada para um único paciente torna possível o tratamento de doenças anteriormente incuráveis “, disse o MIT.

Previsão de lançamento: Em andamento.

7. Megaconstelações de satélites

Megaconstelações de satélites
Megaconstelações de satélites

Após o lançamento de 120 satélites no ano passado, a SpaceX planeja implantar até 42.000 satélites, para criar uma conexão com a Internet em qualquer lugar do planeta.

A constelação do OneWeb inclui 600 satélites até 2022, e a Amazon anunciou planos para lançar 3.236 satélites em órbita baixa para cobrir as áreas brancas. Tudo isso graças ao baixo custo de lançamento desses nanossatélites, que pesam apenas alguns quilos.

No entanto, a implantação no espaço de tantos objetos coloca problemas em termos de interferência com outros serviços de satélite, como o clima, aumente o risco de colisão e problemas na observação astronômica.

Previsão de lançamento: Esse ano.

8. Moeda virtual

Moeda virtual
Moeda virtual

Achamos que as moedas virtuais caíram no esquecimento com o colapso do Bitcoin em 2019. Mas o anúncio do Facebook em seu projeto de moeda universal Libra em junho, reavivou as esperanças de seus apoiadores.

Apesar da enxurrada de críticas, a Libra tem capacidade para se tornar uma moeda quase universal e independente dos bancos centrais, graças aos 2 bilhões de usuários do Facebook. Acima de tudo, ela iniciou um movimento de todos os principais players em finanças.

Além disso, o Banco Popular da China anunciou a criação de sua própria moeda virtual e o Banco da França lançou uma chamada para projetos para o primeiro trimestre de 2020, com o objetivo de experimentar um possível “euro digital”.

Previsão de lançamento: Esse ano.

9. Prevendo mudanças climáticas

Mudanças climáticas
Mudanças climáticas

Alguns especialistas relutam em atribuir esse ou aquele desastre climático ao aquecimento global. Isso está começando a mudar, e agora podemos modelar o papel exato da mudança climática.

A novidade promete permitir que as seguradoras antecipem e distribuam os custos de inundações, tempestades ou secas.

A Caisse Centrale de Réassurance (CCR), em parceria com a Météo France, calculou que o custo das reivindicações deve dobrar até 2050, com as mudanças climáticas representando 20% desse aumento.

Graças a dados detalhados de satélite, também é possível modelar um tsunami ou prever quanta água aumentará durante uma inundação.

Previsão de lançamento: Em andamento.

10. Supremacia quântica

Supremacia quântica
Supremacia quântica

A chegada do computador quântico foi anunciada há mais de 50 anos e deste então, essas máquinas, onde os bits são substituídos por qubits por estados sobrepostos, são em teoria muito mais rápidos e mais eficientes, mas até agora sofrem de problemas de descoerência.

Em outubro de 2019, o Google anunciou, no entanto, que havia alcançado a supremacia quântica, que é a superioridade de um computador quântico em comparação com um computador convencional em uma tarefa específica, executando em três minutos um cálculo que exigiria aproximadamente 10.000 anos em um supercomputador convencional.

Uma figura disputada pela IBM, que estima que um programa de computador convencional poderia resolvê-lo em apenas 2 dias e meio.

No entanto, estamos testemunhando a decolagem do computador quântico, com jogadores importantes como Microsoft, D-Wave, Atos ou a CEA que embarcaram na corrida.

Previsão de lançamento: Entre 5 a 10 anos.