in

Remédios naturais para o Coronavírus? Saiba toda a verdade!

Remédios Naturais

Entre os mitos que circulam na internet em torno do coronavírus (2019-nCoV), destaca o fato de que ele pode ser combatido com o consumo de certos remédios naturais.

No entanto, até hoje, não há evidências para mostrar os rumores que estão se espalhando sobre essas informações, conforme esclarecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Listamos 6 remédios naturais muitos propagados por supostamente tratarem e até “curarem” o coronavírus e suas desmitificações pela OMS, confira!

1. Alho

Alho
Remédios Naturais

Um desses mitos que circulam pela internet, faz alusão ao consumo de alho, que supostamente protege o organismo contra a Covid-19.

A OMS diz a esse respeito que, embora este alimento tenha algumas propriedades antimicrobianas, nenhuma evidência foi obtida para apoiar essa alegação.

É verdade que estamos lidando com um ingrediente muito precioso da gastronomia mediterrânea pelo seu forte aroma e sabor que ele fornece às refeições, e que é usado há muito tempo para esse fim.

Além disso, há décadas que suas propriedades curativas são atribuídas em certas culturas e várias pesquisas lhe atribuem diversas qualidades, sendo as principais: anti – sépticas, diuréticas, depurativas e antibacterianas.

Existem ainda estudos que vinculam o alho à prevenção de certas doenças. Um deles foi realizado por pesquisadores do Instituto de Toxicologia da Universidade de Shandong (China), que concluíram que o alho pode reduzir os níveis de colesterol total e triglicerídeos e garantir que uma terapia com esse alimento poderia ser benéfica em pacientes com risco de doença cardiovascular.

No entanto, em relação à sua influência ao combate do novo coronavírus, não há evidências.

2. Álcool e cloro

Álcool e Cloro
Remédios Naturais

Outra solução alternativa para prevenir ou acabar com o novo coronavírus, que supostamente circulou nas redes sociais e que a OMS já negou é borrifar o corpo com álcool ou cloro.

A OMS é muito clara sobre esse boato e afirma firmemente que isso não serve para matar o vírus que já está dentro do corpo.

Além disso, se pulverizarmos essas substâncias nas roupas, além de estragá-las, podemos prejudicar a nós mesmos, pois podemos danificar as membranas mucosas, isto é, os olhos, a boca etc.

Álcool e cloro são úteis apenas para desinfetar superfícies e seguindo as recomendações de uso contidas em rótulos dos produtos.

3. Café

Café
Remédios Naturais

Não existem evidências cientificas de que ingerir café ou qualquer outra bebida, previna ou trate a COVID-19.

A OMS desmitificou essa informação que viralizou nas redes sociais desde do começo da pandemia, alertando ainda que os alcaloides contidos no café, como as Metilxantinas e a Teofilina, não são curas milagrosas como dizem mensagens no WhatsApp.

4. Limão

Limão
Remédios Naturais

Bebidas quentes que incorporam limão também são relacionadas como remédios naturais usados frequentemente para aliviar algum desconforto quando estamos doentes. No entanto, não há evidências científicas que apontem que a vitamina C, cure ou previna o coronavírus.

5. Vitamina C

Remédios Naturais

Outra fraude que circulou pelas redes sociais foi o estimulo da ingestão de vitamina C, para impedir a propagação do novo coronavírus.

A vitamina C é necessária para o crescimento, desenvolvimento normal e reparo dos tecidos do corpo humano. Está envolvida na formação de uma proteína importante usada para regenerar a pele, tendões, ligamentos e vasos sanguíneos.

Está relacionada à formação de tecido cicatricial e cicatrização de feridas, além de reparar cartilagens, ossos e dentes. É uma vitamina que também ajuda na absorção de ferro no organismo.

Ao mesmo tempo, é um antioxidante, portanto, é um nutriente que bloqueia parcialmente, juntamente com a ação de outros antioxidantes, os danos causados ​​pelos radicais livres.

É verdade que a vitamina C é usada por um longo tempo e ainda é um remédio caseiro para combater o resfriado comum. No entanto, vários estudos demonstraram que suplementos de vitamina C ou alimentos ricos em vitaminas não reduzem o risco de contrair o resfriado comum na maioria dos casos.

Entretanto, as pessoas que tomam suplementos de vitamina C regularmente podem ter resfriados um pouco mais curtos ou sintomas um pouco mais leves.

Mas esses são indivíduos que o ingerem constantemente, portanto, tomar um suplemento de vitamina C quando você já está resfriado não seria eficaz.

Tendo em conta essas afirmações e o que as pesquisas dizem a respeito de vitamina C e resfriados, esta vitamina também não reduz o risco contrair coronavírus.

Escrito por Paulo Freitas

Jornalista sempre em busca da informação, movido pelo universo curioso e antenado em temas de saúde.