in

Papa Francisco defende o direito dos homossexuais à união civil

Papa Francisco

O Papa Francisco defendeu o direito dos casais gays de viverem em uma “união civil” que os proteja legalmente. Ele disse isso em um documentário apresentado no Festival de Cinema de Roma, nesta quarta-feira(21).

“Os homossexuais têm direito a ter família. São filhos de Deus, têm direito a uma família”, declarou o soberano pontífice argentino. “O que é preciso é uma lei de união civil, eles têm o direito de serem legalmente cobertos. Eu defendi isso”, declarou ele no documentário dirigido por Evgeny Afineevsky.

Desde sua eleição como papa, Francisco já havia mencionado, sem rejeição, a noção de união civil para pessoas do mesmo sexo. No documentário intitulado “Francesco”, porém, ele pleiteia com força sem precedentes por esse modelo jurídico.

Suas declarações em espanhol seguem no filme o testemunho de um homossexual, pai de três filhos, que lhe perguntou em uma carta se eles deveriam ir à igreja. O Papa então o chamou ao telefone para aconselhá-lo a ser transparente sobre sua escolha de vida em sua paróquia e a trazer seus filhos para lá.

Papa é a favor da união civil e não do casamento gay

Se o Soberano Pontífice mostrou abertura aos casais homossexuais, afirmando regularmente que eles deveriam ser bem-vindos dentro da Igreja Católica, ele, no entanto, permanece firmemente contra o casamento gay, que deve necessariamente ocorrer entre um homem e uma mulher.

Escrito por Paulo Freitas

Jornalista sempre em busca da informação, movido pelo universo curioso e antenado em temas de saúde.