in

Coronavírus já registra mais mortos do que SARS

O número de mortos ultrapassa 800 e o número de infectados se aproxima de 40.000

O novo Coronavírus causou mais de 800 mortes, quase todas na China, e já excede o saldo global da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), embora a OMS diga que estabilizar o número de novas contaminações seja uma boa notícia.

O vírus 2019-nCoV, que surgiu em dezembro em um mercado na cidade de Wuhan, da China central, ocasionou outras 89 mortes na China continental, sem contar com Hong Kong ou Macau, um novo recorde diário, anunciou a Comissão Nacional de Saúde no último domingo (9).

Enquanto parte do país permanece de fato em quarentena, o número de mortos na China continental é de 811.

O saldo agora excede o da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que entre 2002 e 2003 deixou 774 mortos em todo o mundo.

No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS), disse no sábado (8), que o número de casos de poluição diária na China se estabilizou, embora seja muito cedo para dizer que a epidemia já atingiu seu pico.

Estabilidade do Coronavírus

“Registramos um período de estabilidade de quatro dias, do qual o número de casos não progrediu. São boas notícias e podem refletir o impacto das medidas de controle implementadas”, disse Michael Ryan, gerente do programa de saúde de emergência da OMS.

Na China continental, o número de casos confirmados foi de quase 37.200 no domingo, 2.600 a mais do que no saldo diário anterior. No entanto, este último número é menor do que as 3.900 novas poluições anunciadas na quarta-feira (5), pelas autoridades chinesas em seu saldo diário.

 

Para o especialista americano Ian Lipkin, da Universidade de Columbia, a epidemia pode atingir o seu pico nas próximas duas semanas, antes de recuar, embora seja esperado um aumento pontual quando as pessoas retomarem sua atividade profissional.

A chegada de um clima mais quente também pode parar a doença, de acordo com O especialista.

Por outro lado, o Banco Central Chinês (PBOC) anunciou neste domingo, que destinaria US $ 43 bilhões para ajudar as empresas envolvidas na luta contra a epidemia.

Coronavírus no Brasil

As autoridades brasileiras de saúde relataram que observam 11 pessoas suspeitas de estarem infectadas com o Coronavírus 2019-nCoV.

O número representa mais três em relação aos oito reportados no sábado (8), mas o Brasil ainda não confirma nenhum paciente dessa infecção, que foi descartada em mais 28 pessoas, afirmou o Ministério da Saúde ao G1.

São Paulo e Rio Grande do Sul estão no topo da lista, com três pessoas em observação cada uma, seguidas pelo Rio de Janeiro (2) e depois por Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, com um caso em observação cada.

Por outro lado, 34 cidadãos brasileiros permanecem em quarentena por 18 dias depois de chegarem no domingo (9), em dois aviões da Força Aérea Brasileira.

Não há sintomas no grupo e as medidas de revisão foram estendidas para apoiar a equipe que participou do repatriamento e recepção de brasileiros que estavam em Wuhan, o centro chinês da epidemia.

Escrito por Marcelo Mendes

Desde muito cedo eu escrevo sobre tudo que acontece no mundo, curiosidades e o meu hobby principal. Eu adoro tudo sobre fatos desconhecidos e o mundo dos famosos, milhonarios e como gastam seus dinheiro.