in

Esse homem perdeu seu pênis devido a uma infecção grave e os médicos fazem renascer o órgão em outra parte do corpo

Malcolm Mcdonald

É possível viver com um pênis artificial no braço? A resposta é sim! Essa é a história de Malcolm MacDonald, que ao contrário que muitos pensam, não possui nenhuma relação com os fundadores da rede de fast food mais conhecida no mundo todo.

Malcolm, é um mecânico britânico residente em Norfolk, cidade dos Estados Unidos. Em 2014, ele foi vítima de uma infecção sanguínea muito grave que infelizmente resultou na perda total de seu pênis.

Deste então, o homem passou a viver uma vida regrada ao álcool em meio as incertezas, totalmente isolado de sua mulher e seus dois filhos e, conforme explicou aos tabloides britânicos, ele se sentiu por anos como “uma concha vazia”, até que uma equipe de médicos encontrou uma solução extremamente curiosa para o seu caso.

A solução para o caso de Malcolm MacDonald

O grupo de médicos em questão que acompanhava a condição de Malcolm sugeriu que ele tentasse pedir ajuda financeira ao NHS (Sistema de Saúde Público Britânico), obtendo um financiamento de 50 mil euros para reconstruir um novo pênis.

O criador dessa solução milagrosa se chama David Ralph, um médico que comanda uma equipe do University College Hospital de Londres, que é chamado de “o mestre do pênis”.

Em resumo, o orgão sexual de Malcolm MacDonald, pode ser reconstruído, mas em vez de ser inserido no local comumente apropriado, foi inserido no braço do britânico.

A operação que inseriu o pênis artificial no braço

O professor Ralph explicou a mídia britânica, que o pênis artificial reconstruído em 2016, teria que permanecer no braço por dois anos antes que pudesse ser movido para a virilha.

Na operação, os cirurgiões retiraram um pedaço de pele do braço esquerdo de Malcolm e o enrolaram para formar um “pênis”, com seus próprios vasos sanguíneos e nervos.

Os médicos então criaram uma uretra e instalaram dois tubos inflados com uma bomba manual, permitindo que ela tivesse uma ereção mecânica. Malcolm também pediu ao Dr. Ralph que acrescentasse mais 5 centímetros em seu pênis.

MacDonald ficou tão satisfeito com os resultados do pênis em seu braço que apelidou de prótese Jimmy, ele só tinha que disfarçar a protuberância que crescia em seu braço com longas camisas e blusas, enquanto esperava o explante.

Os adiamentos do explante de Malcolm

Malcolm teve que esperar mais dois anos devido a atrasos no sistema nacional de saúde britânico, que adiou a operação em 2018, depois novamente em 2019.

Infelizmente, por conta da pandemia de Covid-19, o explante que estava marcado para abril deste ano, teve novo adiamento.

“Se eu não pudesse rir do pênis em meu braço, estaria acabado”, disse MacDonald, que agora espera conseguir enxertar o novo pênis entre as pernas até o final do ano.

Enquanto espera o retorno à sua rotina normal, Malcolm encara sua nova condição com certa dose de humor e esperança, ciente de que, apesar das dificuldades e adiamentos, ele é um caso único no mundo.